Vamos conversar?

Oi pessoal, tudo bem? Na última postagem que fiz sobre adoção, onde comentei sobre o sentimento de exclusão do filho adotivo, tivemos aqui no blog uma explosão de views. Fiquei muito contente em saber que esse assunto interessa vocês, afinal de contas se não interessasse, vocês não chegariam até aqui para ler sobre não é mesmo? O que eu fiquei me perguntando na verdade, é que não tivemos nenhum comentário sobre a postagem...
Nenhuma indagação, nenhum comentário compartilhando algum sentimento parecido ou então criticando esse meu pensamento, que pode ser o contrário de muitos outros filhos adotivos por aí. Era essa a minha intenção quando eu fiz a postagem, ter uma interação com vocês e não só ter o clique aqui no blog.
Queria opinião, saber como vocês se sentem, se eu não sou a única no mundo com esses sentimentos e se sou, conversar com quem não passar por isso para trocar ideias e experiências de vivencias.
Desde antes de reformular o blog, eu falava vez e outra sobre adoção, mas nunca tinha sido um assunto presente aqui. Nunca tinha feito disso uma categoria, como estou fazendo agora vendo que existem muitas pessoas que se interessam em saber sobre a opinião de um filho adotivo, sobre a visão dele sobre como as coisas são.
Querendo ou não, algumas coisas são diferentes, alguns sentimentos são diferentes.
Então, vamos trocar ideias. O blog é meu, mas é feito com muito carinho para vocês lerem.
Para que vocês possam se identificar e conversar com alguém que não conhecem mas que pode estar passando por algo que vocês passam e assim, podemos conversar bastante!
Essa categoria vai vingar aqui no blog, porém não sei a frequência de postagens sobre adoção que vou fazer, como comentei na outra postagem estou seguindo minhas vontades e escrevendo quando sinto que é hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário